Como aumentar as vendas da sua tabacaria através do Visual Merchandising

O visual merchandising é baseado em apresentar ou exibir produtos de uma forma que os torne mais atraentes e desejáveis para os consumidores. Consiste em fazer uma boa gestão de negócio, dos produtos e dos elementos publicitários da tabacaria, a fim de que o cliente compre mais do que tinha pensado ao entrar no nosso estabelecimento.

Quer saber como pode aumentar as suas vendas graças ao visual merchandising? Continue a ler!

Visual Merchandising na Tabacaria

Para maximizar as vendas dos produtos com tabaco, temos que certificar-nos de que eles são visíveis. A visão é o sentido mais utilizado na hora da compra, por isso, para incitar o consumidor, os artigos devem estar ordenados e providos de informação visível e clara que facilite este processo.

Os clientes compram geralmente apenas o que podem ver, então é necessário optimizar os expositores, as estantes, os balcões…

Um dos maiores problemas das tabacarias é que, às vezes, o espaço é reduzido, por isso os produtos são guardados em gavetas ou móveis que não são visíveis para os clientes. É importante lembrar que todas as mercadorias devem ser expostas e não armazenadas. Além disso, é necessário colocar os itens mais populares em posições de destaque para que os clientes os vejam; mas também há que mostrar aqueles produtos que têm menos sucesso entre os consumidores e realizar estratégias para incentivar a sua compra, como por exemplo realizar vendas cruzadas dos produtos (o que também aumentará o número de unidades por ticket), oferecer promoções ou organizar a exposição de uma forma mais atrativa.

Muitas estratégias podem ser aplicadas, mas precisamos lembrar que a publicidade do tabaco é proibida e algumas ações podem causar problemas. No nosso blog, já explicamos um pouco sobre as leis aplicáveis à promoção do tabaco. Também recomendamos que consulte o Diário da República Eletrónico para entender todos os detalhes sobre este assunto.

Os pontos quentes e os pontos frios das tabacarias

Em todas as lojas, existem pontos quentes e pontos frios para a venda.

Nos pontos quentes, temos que colocar os produtos que queremos vender mais, bem como promoções, para causar o máximo impacto no cliente.

Quais são os pontos quentes?

  • Toda a parte da entrada à direita até o fundo, que inclua o fluxo natural de trânsito dos clientes.
  • Uma coluna na região frontal.
  • O balcão.
  • As ilhas ou cabeceiras de gôndolas.
  • Áreas onde a iluminação é melhor e mais clara.
  • Vitrine.
  • Vitrines no fluxo natural de trânsito dos clientes.

Os pontos frios e a sua conversão em pontos quentes

Os pontos frios são aqueles espaços cujo volume de vendas encontra-se abaixo da média do estabelecimento.

  • A zona à esquerda do estabelecimento, em geral.
  • O fundo da loja à esquerda.
  • Atrás de uma coluna.
  • Cantos.
  • Áreas muito desorganizadas ou com pouca iluminação.
  • Prateleiras muito altas.

Os pontos frios podem ser aquecidos para torná-los mais operacionais para venda. Isso é feito ao colocar neles os produtos gancho - os de primeira necessidade ou os mais solicitados - para que os clientes concentrem a sua atenção neste lugar.

Além disso, os clientes não prestam atenção nos produtos que estão na entrada do ponto de venda, por isso é uma boa ideia localizar os produtos de alta rotatividade nesses locais. Também pode optimizar as regiões frias através ds instalação de uma melhor iluminação, de gôndolas, displays ou qualquer item que atraia os consumidores.

A importância do balcão, o expositor de produtos comprados por impulso

Os produtos comprados por impulso são, como o nome sugere, aqueles que compramos sem pensar muito, movidos por um impulso. Numa tabacaria há produtos valiosos que podem ser colocados em cima do balcão para incentivar a compra do consumidor.

Para isso, recomenda-se colocar itens que o cliente não tinha a intenção de comprar ao entrar na tabacaria, mas que, vendo-os tão perto e ao alcance da sua mão, sente o desejo de adquiri-los. Produtos típicos de compra por impulso são isqueiros, cigarreiras, etc.

 

Quer manter-se atualizado sobre as últimas tendências do sector? Subscreva a nossa newsletter!

para o blog

Subscrever Newsletter

Gostaria de receber a newsletter da Landewyck. Estou consciente que posso cancelar a subscrição a qualquer momento.

Artigos relacionados

Digitalização da tabacaria. Como como realizá-la?

Definição de digitalização A digitalização é algo mais amplo do que ter uma presença na internet ou...

O que é alcatrão? Descubra exatamente a que se refere este termo quando falamos de cigarros

Tanto para a criação dos cigarros, quanto para a produção do tabaco de enrolar, todos sabemos que,...

Fazer ou enrolar: as diferenças entre os tipos de tabaco Make Your Own (MYO) e Roll Your Own (RYO)

O tabaco, como a maioria dos produtos que temos hoje, pode ser encontrado em diferentes formatos....